A distribuição do afeto precede à do conhecimento

Esquerda
 

A Plataforma 2018: Brasil do Amanhã realizou na segunda-feira dia 15 de outubro, Dia dos Professores, um debate sobre Educação, no auditório do Museu do Amanhã, das 18h às 21h.

Na ocasião, Virgínia Rita dos Santos Silva, diretora da Escola Estadual Francisco Nascimento, em Serra (ES), apresentou o case de sua escola, que teve a maior nota no ensino regular do IDEB, mesmo estando localizada numa região carente e violenta. Virgínia relatou sua experiência, suas iniciativas e, sobretudo, sua paixão pela Educação.

O segredo para o sucesso, segundo Virgínia, é que o professor e os demais profissionais do setor acreditem, em primeiro lugar, na Educação como caminho para o desenvolvimento das pessoas e do país.

Segundo ela, as escolas devem trabalhar para as pessoas, escutando os alunos e suas famílias. O gestor precisa ouvir, além dos alunos, a sua equipe e a comunidade. "Na escola, a distribuição do afeto precede à do conhecimento", afirmou.

"O ritmo educacional deve ser: todos caminhando, cada um do seu jeito, mas sem ninguém ficar para trás. Quem fica para trás precisa ser tratado de igual modo na sua diferença, com sentimento de pertencimento com relação à escola", explicou.

Por fim, ela reforça que devemos valorizar a escola pública, onde está a grande maioria dos alunos brasileiros.

2018: Brasil do Amanhã - Virgínia Rita dos Santos